Transplante – passo a passo

Este post tem como objetivo apresentar um passo a passo do transplante de um bonsai. São instruções gerais e básicas, podendo cada bonsaísta acrescentar ou modificar segundo o que achar adequado.

Para ilustrar, vou utilizar um acer palmatum.

Transplante-acer_01

 1º PASSO

Faça o transplante na época adequada para cada espécie, levando em consideração também o clima onde cada um reside.

Obs.: Também existem os transplantes de emergência, como no caso de quebra do vaso onde passamos o bonsai para um novo vaso sem mexer nas raízes, preservando ao máximo o torrão das raízes, apenas completando o substrato.

 2º PASSO

Para o transplante, reúna todos os materiais antes de iniciar os trabalhos para evitr interrupções. Materiais: vaso (ou escorredor), substrato adequado a espécie, arame, ferramentas e hormônio enraizador.

 3º PASSO

Para começar, solte o substrato das bordas do vaso utilizando um hashi.

 Transplante-acer_02

4º PASSO

Com um gancho, comece a desmanchar o torrão, fazendo movimentos no sentido do tronco para a borda. O objetivo aqui é eliminar o substrato antigo e soltar as raízes.

 Transplante-acer_03

5º PASSO

Desembarasse as raízes e aproveite para eliminar as mais grossas. Caso seja necessário, você também poderá fazer a correção do nebari como a eliminação de raízes mal posicionadas e melhorar o posicionamento de outras.

 Transplante-acer_04

Eliminei a raiz cruzada e reposicionei outra com arame:

Transplante-acer_05

6º PASSO

Reduza a quantidade das raízes conforme a espécie. No caso deste acer, reduzi as raízes em 50%. Veja como está sobrando espaço para as raízes crescerem.

 Transplante-acer_07

7º PASSO

Prepare o vaso, colocando arames para amarrar  a planta no vaso. Observe que coloquei uma fina cama de pedrisco no fundo do vaso. Ela vai auxiliar na drenagem. Escolhi um vaso um pouco maior do que o ideal pois desejo que a planta tenha um maior desenvolvimento da estrutura da copa.

 Transplante-acer_06

8º PASSO

Adicione uma parte do substrato dentro do vaso e proceda o posicionamento correto da planta. Com os arames fixados no vaso, amarre a planta na posição definitiva. Esta amarração também ajudará na recuperação da planta, mantendo-a estável e evitando que as novas e finas raízes se rompam com movimentos da planta. Estes arames devem ser removidos após a planta estar estabilizada.

 Transplante-acer_08

9º PASSO

Feito isso, complete o restante do vaso com substrato. Com o auxílio de um hashi, acomode o substrato entre as raízes, evitando de ficar espaços vazios.

 Transplante-acer_09

10º PASSO

Finalizando, aplique um hormônio enraizador para auxiliar na recuperação das raízes. Coloque a planta na sombra até que comece a rebrotar, ai então você vai aso poucos deixa-la tomar sol.

Veja a planta finalizada – frente:

Transplante-acer_10

Lado direito:

Transplante-acer_11

Lado esquerdo:

Transplante-acer_12

Costas:

Transplante-acer_13

 Algumas dicas:

Não é o caso das espécies caducas que estão sem folhas no momento do transplante, mas nas demais espécies é preciso diminuir a massa verde uma vez que você reduziu a “boca” da planta, as raízes.

Particularmente eu procedo desfolha parcial ou total dependendo da espécie.

Anúncios

39 comentários sobre “Transplante – passo a passo

  1. Oi Ricardo
    Adorei o teu blog. Sou tua colega da Bonsaisul,
    mas estou na pré-escola neste assunto. Adoro azaléias e
    gostaria de uma dica de substrato.
    Um abraço
    Nubia

  2. Olha Núbia, desculpe mas não estou te identificando. Na próxima reunião que fores, te apresenta, hehehe.
    As azaléias gostam de um solo mais ácido. Eu uso 40% de caco de tijolo, 30% de pedrisco e 30% de terra de boa qualidade. A acidez ajusto enterrando um pedaço de bombril e agora o Luis Macedo me deu a dica de regar com água enferrujada.
    E uma boa adubação orgânica ajuda muito: Torta de mamona e farinha de osso de 30 em 30 dias (proporção 3/1).
    Abraços

  3. Opa…
    Vou parar de elogiar que vai começar a ficar estranho né…??

    Neste caso especifico deste transplante, qual o substrato utilizado? Me parece 100% materia inorgânica.

    Abs

    • Márcio, uso muita matéria inorgânica mesmo: 50% de caco de tijolo, 30% de pedrisco e 20% de terra.
      A reposição orgânica faço com adubação com torta de mamona e farinha de osso~intercalada com adubação química.
      Abraços

  4. Adorei seu blog Ricardo!
    Tenho um bonsai azaleia, mas sou iniciante ainda. Estou muito feliz por ter encontrado seu blog, tão rico de informações e ensinamentos. Tenho certeza que vou aprender muitas coisas com você!

    Muito obrigada!
    Um abraço!

  5. Olá Ricardo!
    Sou apaixonada por todos os tipos de bonsai, mas em particular por sacura e wisteria sinensis Gostaria de saber se é muito dificil fazer bonsai deste tipo de plantas.

    • Ana, você tem bom gosto.
      As sakuras e Wisterias são lindas e quando floridas, ficam magníficas. São espécies que exigem um grau mais avançado de conhecimento de cultivo e conduta no bonsai, mas nada que o tempo não ajude.
      Nestas espécies, um bom material é fundamental. Se você gosta, estude e vá em frente. Abraços.

  6. Olá Ricardo!
    Seu site é adorável. Parabéns!

    Tenho um bonsai de acerola que produzi através da técnica Misho (acredite se quiser). Na época eu era criança e por isso acredito que cometi muitos erros tentando obter uma árvore com características notáveis sem ao menos conhecer especificamente as técnicas adequadas. De qualquer forma, foi a única planta que resistiu depois de passada minha fixação por essa arte.
    Atualmente resolvi tomar coragem e cortei alguns galhos que acreditava comprometer a estética da planta. Finalmente, pela primeira vez em anos, penso que a aceroleira está no rumo que considero um “pouco mais adequado”. Gostaria que você avaliasse e desse seus estimáveis conselhos. Tenho a disponibilidade de enviar-lhe as fotos.

    Desde já agradeço preciosa atenção!

  7. Oi comprei uma mudinha de azaléia ontem no mercado e um vaso de bonsai estou realmente engatinhado na arte dos bonsais, por isso achei o site muito útil, Obrigada.

    • Maicon, a planta deve ficar com os arames de fixação até que você confirme que ela já desenvolveu boa quantidade de raízes e que está estabilizada.
      Então, você corta a parte de cima onde foi feita a junção dos arames e os luxa por baixo.
      Abraços

  8. Ricardo, por favor me ajude!
    Ganhei uma azaleia linda. Mas resolvi cortar as raizes e acho que exagerei! Agora ela esta totalmente sem folhas e parece morta. O tronco esta verde e uns pouquissimos galhos vivos. Mas raizes nao cresem mais! Coloquei areia, um pouquinho de terra vermelha e pouco pedrisco. Molho com Tiamina dia sim, dia nao. Acho que substrato esta errado. Parece que vao sair tres brotinhos,mas estao muito frageis; quase invisiveis!
    Muito obrigada pela atencao!
    Silvana

  9. Ricardo, seu blog é excepcional nos detalhes… Você fala no tom de quem realmente gosta disso, cuidar de bonsais.
    Estou ainda engatinhando, comprei um bonsai de Jabuticabeira pra dar de presente em Julho e quem acabou tendo de cuidar fui eu mesmo. Mas eu me sinto meio perdido quanto aos cuidados da plantinha. Moro no Nordeste e não entendo muito bem como devo proceder no momento de regá-la e quando deverei fazer o transplante. Normalmente aguo pela manhã, deixando o solo úmido. Comprei um fertilizante líquido que deve ser aplicado a cada 15 dias, estou seguindo as recomendações direitinho. Mesmo assim, não consigo visualizar o desenvolvimento da minha plantinha. Fiz algumas podas, e a planta já trocou algumas folhinhas. Porém, vez por outra aparece umas folhas amareladas nas pontas. Você sabe o que pode estar acontecendo? Há alguma recomendação especial para o trato do bonsai de Jabuticabeira? É possível utilizar o método de aramação nesta espécie, e quando posso fazer a primeira aramação desta planta?
    Muita informação né?
    Obrigado amigo. Abraços!

    • Olá Ramiere.
      Obrigado pelas palavras e realmente gosto muito da arte.
      Bem, vamos as suas perguntas.
      O amarelamento da ponta das folhas pode ser que elas estejam “queimando” (desidratando) em função do clima por aí. As folhas acabam desidratadas pela baixa umidade do ar.
      A jabuticaba gosta de muita água. Para você ter uma ideia as minhas são regadas 2x ao dia e eu não moro no nordeste.
      Ela pode ser aramada em qualquer época do ano.
      Sobre o desenvolvimento dela, você precisa verificar as informações recebidas do vendedor: quantos anos ela tem, a quanto tempo esta no mesmo vaso …
      Eu te sugiro procurar pelo pessoal da ANB (Associação Nordestina de Bonsai). O pessoal é muito gente boa. Aqui vai o site deles para você fazer contato http://www.anbonsai.com.br.

      Abraços

  10. Ricardo, primeiramente parabens pelo blog, realmente é muito bom. Sou admirador da arte, sempre tive muita vontade de aprender mas não sei por onde começar. O seu blog retomou a minha vontade de aprender e de buscar mais conhecimento.

    Tenho uma muda de primavera, uma enxertia de gema, e quero começar a trabalhar com ela. Quais dicas principais você me dá para iniciar? Recentemente eu fiz uma enxertia (fenda cheia) de uma cor diferente nela, estou no aguardo para que ela se estabeleça, em seguida penso em um formato para podá-la, bem como suas raízes. Tenho bastante dúvida, principalmente no corte das raízes, ela está grande para o vaso em que está, suas raízes estão compactadas, como devo proceder? Já ouvi dizer que não devemos cortar a raíz principal, isso procede?

    Agradeço desde já.
    Forte abraço!

    • Boa noite Juliano.
      Este é o objetivo do meu blog: incentivar novos praticantes.
      Bem, sobre sua primavera, vamos lá.
      É uma excelente espécie para trabalhar como bonsai a única ressalva é que ela tem crescimento reduzido quando está em vaso, principalmente de bonsai.
      Você falou que o vaso já está pequeno para ela, mas agora, no verão, eu não indicaria fazer transplante, poria a planta em risco.
      Se minha, esperaria e faria o transplante no final do inverno início da primavera. Passava ela para uma bacia bem grande (com furos nas laterais e fundo para ajudar na drenagem).
      Neste transplanta certamente você deverá reduzir as raízes. Eu começaria eliminando 50% das raízes, principalmente as mais grossa e da parte de baixo da planta. A primavera não possui raiz pivotante (raiz que cresce bem no centro da planta e de forma vertical. E sim, em plantas que tem raiz pivotante ela deve ser eliminada, mas isto deve ser feito de forma progressiva.
      Abraços

  11. Ricardo, boa noite.
    Elogiar o seu blog já passa a ser redundante. Gostei muito.
    Sou iniciante, assim como outros que postaram acima.
    Tenho um buxinho para transplantar mas estou receoso em perde-lo.
    Qual a composição da terra para o transplante?
    O quanto de raiz posso podar?
    Devo fazer a poda com uma primeira formatação antes ou depois do transplante?
    Gostaria de engrossar o tronco. O vazo tem que sobrar como o que você mostra acima ou deve ser menor?

    Abraços e continue nos incentivando a essa bela arte.
    Vou chegar lá!!!

    JHumberto

    • José Humberto, valeu!!!!
      Para engrossar mais rápido, o melhor era plantar ele diretamente no chão.
      Quanto a poda de raízes e transplante: a cada dois anos, no final do inverno ou início da primavera, cortando dois terços das raízes, ou ainda no outono, após o período de crescimento.
      ABraços

  12. Boa tarde amigo, tenho uma duvida quanto a desfolha total em ficus variegata, a pergunta é se posso proceder com a desfolha normalmente e qual epoca mais adequada. Obrigado e um sincero abraço.

    • Olá Paulo.
      No ficus variegata não é aconselhável a desfolha total pois corre-se o risco de alguns galhos secarem. No variegata você pode fazer de 2 formas:
      1 – cortar todas as folhas pela metade. Isso vai forçar a planta a emitir novas folhas na base do pecíolo. Depois de rebrotado, eliminam-se as folhas velhas.
      2 – eliminar a ponteira e todas as folhas de um galho MENOS os 2 últimos pares de folhas da ponta do galho. Isso manterá o fluxo de seiva ao longo de todo o galho garantindo que ele não seque. As folhas devem ser cortadas no meio do pecíolo. Depois de rebrotado, elimina-se as folhas velas que foram mantidas.
      Abraço

  13. Boa noite Ricardo,

    Muito boa sua explicação!! Meus parabéns!!

    Vc tem videos? Gostaria de ver fotos de como ela está atualmente, caso esteja com ela ainda 🙂

    Parabéns e até logo!!

    • Obrigado Marcos.
      Não tenho vídeos, não. Esta planta não está mais comigo mas vi a poucos dias uma foto atualizada dela e está muito bonita. Abraço

  14. Obrigado pela resposta Ricardo!

    Tenho uma jabuticabeira de 3 anos e a aramei e desfolhei semana passada, gostaria de umas dicas de adubação para ela, se possível. Estou pensando em utilizar torta de mamona e farinha de osso , pois fiz o transplante em janeiro e adubei com NPK 10-10-10 e desde então só tenho regado ela pela parte da manhã e sempre tento deixar o substrato umidecido.

    Um forte abrs e obrigado mais vez!

  15. Olá, Ricardo,

    Primeiramente, parabéns pelo site e pelas informações que dão uma boa ajuda!
    Gostaria de tirar algumas dúvidas. Comprei um bonsai jovem (ou pré-bonsai) de tamarindo, em novembro de 2014. Na época, o dono da floricultura, me disse que o próximo passo seria fazer uma poda de raiz e transplante de vaso.
    Queria saber quais são as estações e as épocas ideais para realizar estes procedimentos, o substrato ideal e outras dicas mais específicas para a espécie.
    Não encontro nada específico para bonsai de tamarindo aqui pela Internet.
    Se preferir, pode me responder por e-mail.

    Ficarei muito grata, se puder me ajudar, pois realmente não sei como proceder 😦

    Abraço,

      • Olá, Ricardo,
        Será que você conheceria algum site, alguma fonte, ou algum contato de uma pessoa que pudesse me ajudar?

        Muito brigada pela atenção e pela resposta!
        Abraço

    • Olá Patrícia. Eu ministro cursos para iniciantes com aula individual, que dura aproximadamente 1 dia. Você é de Porto Alegre?
      Me procure no face e vamos combinar por mensagem. ABraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s