Shimpaku Grande

Este shimpaku foi presente do amigo Carlos Tramujas.

Tenho pouca experiência com juníperos, mas é preciso praticar para aprender. Então, coloquei a mão na massa.

A tesoura é para ter uma referência das dimensões da planta que estava muito saudável.

Em um lado do tronco existia um grande shari natural que se mostrava uma boa opção para a frente.

Mas estudando mais de perto a distribuição dos galhos.

Encontrei 2 problemas que precisaria resolver: primeiro, os galhos tinham calibres muito semelhantes e segundo, eles saiam praticamente do mesmo ponto.

Estava feita a confusão!!! Percebi então que tinha um grande desafio pela frente.

Comecei por eliminar o comprimento dos galhos.

Comecei então a buscar um melhor posicionamento da planta.

Foi então que identifiquei mais um problema: não poderia usar o lado com o shari pois os galhos nasciam no lado oposto.

Definida a frente e inclinação, comecei o trabalho de aramação.

Alguns galhos foram transformados em Jin.

Aqui uma visão das costas da planta.

O galho que tornou-se a continuação do tronco foi coberto com tiras de borra para proteger a casca da torção, movimento e posicionamento que eu queria dar.

Aqui o resultado do trabalho da 1ª estilização. Alguns galhos foram mantidos mas poderão no futuro serem eliminados.

O ápice foi posicionado mas ainda precisa de refino.

Ainda há pela frente uns bons anos de trabalho.

Nova estilização – 17/06/12:
1 – aramação = torção do tronco para diminuir altura da planta
2 – definição de um novo ápice
3 – troca da frente valorizando um grande shari
4 – eliminação de alguns galhos

Atualização – aramação março/2014

Shimpaku_Ricardo_Paiva_FB Shimpaku_Ricardo_Paiva_FB1

 

9 comentários sobre “Shimpaku Grande

  1. Muito bom eu falei com o Carlos Tramujas nesse final de semana passada dia 15/09/12 ele estava em SP, dando uma palestra para iniciantes no Tatuapé Garden, foi muito bom, espero um dia pelo menos conseguir sair desses erroscos que vc tirou de letra, desculpe o atrevimento, encotrei essa pagina no google, att Ricardo B.

    • Bom dia Xará.
      Fique a vontade pra acessar o blog e fuçar em tudo.
      O Carlos Tramujas, pra mim, é simplesmente o maior mestre do Bonsai no Brasil. Se você olhar minha história no blog vai ver que divido minha trajetória no bonsai em 2 partes, antes e depois de conhecer o Tramujas. Esse cara é demais.
      Quanto aos “enroscos”, estudo + troca de experiências + convívio com outros bonsaístas + eventos + prática + Paciência + perseverança + prática + Paciência + perseverança + prática + Paciência + perseverança + prática + Paciência + perseverança + prática + Paciência + perseverança , kkk. Assim se resolve tudo.
      Abraços

  2. Boa noite, me tire uma duvida Ricardo, sou de Porto Alegre e o verão daqui costuma ser bem severo com as plantas, como tu deves saber…como tu procede para a rega do shimpaku? meu bonsai pega sol direto no período da manha, (até umas 12:00) a partir dai somente a claridade atinge meu bonsai…e a rega que faço é no fim do dia, por volta das 18:00, quando chego em casa.

    somente faço uma rega diária sempre tocando o substrato com os dedos..pois meu medo é de encharcar demais o substrato com duas regas diárias por causa do calor e/ou regar no horário errado. Grato!

    • Olá Rogério, aqui em Porto Alegre está fazendo um verão super quente mesmo. Não sei qual o tamanho do vaso ou pote do seu shimpaku mas eu tenho alguns juníperos em vasos menores que ficam a sol pleno o dia todo que recebem de 2 a 3 regas diárias. Para este grande uma rega forte por dia está sendo suficiente mas acredito que com 2 ficaria super bem. Outra coisa que é excelente fazer com os shimpakus é pulverizar (eu faço isso com a mangueira mesmo) a massa verde. Eu faço esta rega única pela manhã, bem cedo. Quanto a sua rega ser às 18h, eu trocaria para o início da manhã pois aí a planta ficará com umidade na período mais quente do dia e, ao final da tarde, se fosse necessário, você poderia fazer mais uma rega. Qualquer coisa é só entrar em contato. Abraço

      • grato pelo esclarecimento…sou inexperiente com bonsai, adquiri o meu no Bonsai Borússia. Meu Shimpaku está saudável mas além da rega o que me preocupa é o aparecimento de poucas agulhas amareladas, geralmente, nas regiões menos ensolaradas, mas acredito que isso seja normal no shimpaku.

        Quanto a pulverizar, ou uso um borrifador e pulverizo toda a planta, principalmente para evitar o acumulo de poeira, pois meu bonsai fica na sacada do apartamento.

  3. Ricardo, será que poderia me esclarecer uma dúvida quanto meu shimpaku ? Moro em Araranguá-SC, na orla da praia as 300 mts. O shimpaku está com uma coloração verde pálida; será que falta adubação correta ? Poderia me ajudar nos procedimentos, pois rego uma vez por dia /ele está brotando normalmente. Grato.

    • Olá Varlei. Com certeza não é falta de adubação. Como ele está brotando, a cor verde pálido deve ser causado por ácaros, muito comum em shimpaku. Você precisa aplicar um acaricida nela. Abraço.

  4. Ola !
    Primeiro parabens pelo trabalho !

    Gostaria de saber em qual epoca vc fez estes procedimentos ? E se existe uma estação mais, e, menos apropriada . E tambem se vc utiliza fases da lua ( hehe , essa eh da minha mãe . =]
    Tudo de bom

    • Obrigado Djoni.
      Aqui no sul as melhores épocas para intervenções mais fortes em juníperus são, final de outono e final do inverno até meio da primavera.
      Quanto a utilizar as fazes da lua eu super indico.
      ABraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s