Acer Buergerianum 2

Este acer buergerianum, popularmente conhecido por tridente ou kaede, foi adquirido da Bonsai do Campo, do amigo Carlos Tramujas, em 2014.
A planta apresentava uma boa espessura do tronco e uma boa copa, apesar de alta (pena eu não ter foto da planta original).
Ao desenterrar a base do pré-bonsai surgiu um grande nebari, forte mas ao mesmo tempo desequilibrado, com grande parte das raízes para apenas um lado. Mas enxerguei um bom potencial para a planta.
A 1ª coisa foi fazer um transplante (no início da primavera) e verificar como era o nebari. A planta sofreu forte poda de raiz e foi plantada apenas em caco de tijolo, em uma bacia baixa.
Passados 6 meses do transplante a planta já havia criado muitas raízes, inclusive saindo por baixo da bacia. Saudável, iniciei os trabalhos para meu projeto.

Optei por fazer um alporque (fevereiro 2015) e aproveitar a parte superior da planta para gerar outro bonsai e com a base, vou inciar uma nova planta, bem mais baixa (máximo 25cm de altura). Ah, o alporque mesmo enraizando agora, só será retirado no final do inverno deste ano.

Vamos as fotos (clique para ampliar).
Planta já estabilizada após replantio:
DSCN2850_WEB

Com minha mão para dar uma ideia da dimensão da planta
DSCN2851_WEB

Definido o local, retirada da casca para formar o anel:
DSCN2853_WEB

Posicionamento do pote plástico (acho mais prático que o plástico):
DSCN2854_WEB

O pote foi completado com esfagno puro:
DSCN2856_WEB

Alporque finalizado:
DSCN2857_WEB

Posição que ficou o alporque:
DSCN2858_WEB

E aqui meu projeto para a base que ficar:
DSCN2851_projeto

Outubro 2015
Ao verificar o alporque percebi que o pote estava repleto de raízes.
DSCN5207_WEB DSCN5215_WEB

Nem tudo saiu como esperado. Apesar do grande volume de raízes, só saíram raízes em 2 pontos do anel do alporque.
DSCN5216_WEB
DSCN5217_WEB

A parte superior foi replantada em uma bacia com substrato bem granulado. na parte do anel onde não brotou raízes fiz novamente a remoção da casca esperando que raízes surjam ali.

Pra quem não ficou bem claro como é a utilização do pote para fazer o alporque, fiz uma foto para ilustrar o corte lateral e a preparação do fundo para ficar justo na árvore.
DSCN5213_WEB

A parte de baixo teve o corte da poda drástica limpo e foi aplicada pasta cicatrizante.
Agora é aguardar as novas brotações para formar a nova estrutura da planta e seguir o projeto feito. Já prevejo que será preciso fazer enxertos de raiz para melhorar o nebari.
DSCN5208_WEB
DSCN5210_WEB

Anúncios

17 comentários sobre “Acer Buergerianum 2

    • Olá Ivanil.
      O pote é aberto em uma das suas laterais “fechado” com arame. Veja na foto “Posicionamento do pote plástico (acho mais prático que o plástico):” que dá pra ver o corte do pote e como foi fechado. No fundo é feito um furo da espessura do tronco.
      ABraço

    • Olá Leandro.
      A parte superior já está com um amigo bonsaísta.
      A parte da base estou deixando crescer para formar uma nova estrutura. Postarei fotos.
      ABraço

  1. ola ricardo tenho um acer paumatum mais tá com a copa muito alta….queria fazer uma poda drastica deixar só no tronco…qual a epoca certa pra fazer esta poda drastica valeu curto muito suas postagem

    • Tiago, mesmo se eu tivesse utilizado terra, ou ulmus, uma hora os nutrientes acabariam. Por isso adubamos as plantas, para fazer a reposição nutricional através da adubação.
      ABraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s