Pitangueira Yamadory – evolução

Está é uma planta jovem que foi coletada em uma fazenda.

Ela já apresentava um movimento interessante e meu trabalho foi de apenas cultiva-la e efetuar podas de manutenção.

Em agosto de 2007:

pitangueira_agosto2007_blog

Já com a ramificação mais desenvolvida – fevereiro de 2008:

pitangueira_fev2008_blog

Já compactando a copa – outubro de 2008:

pitanga_241008_blog

Ainda tenho bastante trabalho até o resultado pretendido.

Atualizando – março/2009

pitangueira_070309_blog

Junho 2009 -o 1º galho foi desfolhado no final de março para estimular novas ramificações, que já melhorou bastante.

pitanga_28_junho_2009-001

Depois de ter esquecido de trabalha a planta e dela sofrer um “torrão” e ficar super desidratada, perdendo todas as folhas e alguns ramos, dei mais atenção a ela.

Vejam foto dela, agora (janeiro de 2011):

Novembro de 2012 – desfolha e transplante.

Detalhe para a ramificação, resultado da aplicação da técnica cut and grow, desfolhas e aramação:

Anúncios

50 comentários sobre “Pitangueira Yamadory – evolução

  1. Ola, esta de parabens pelo seu trabalho.
    Sou principiante na arte de cultivar bonsai, estou no meu segundo, que no caso e uma pitangueira, poderia adicionar-me no msn para melhores contatos e dicas?

    forte abraco

    atenciosamente, emygdio maia

  2. Olá.., primeiramente parabens.., seus trabalhos são maravilhosos e dignos de muita admiração..!

    Gostaria muito de poder aprender um pouco mais sobre essa arte.., você tem algum email ou msn ?

    um grande abraço

    • Olá Rogério, obrigado por suas palavras de incentivo. Já tenho um pouco de experiência acumulada mas ainda preciso corrigir e aprender muita coisa. No bonsai a gente tá sempre aprendendo!
      Pode me contatar por aqui mesmo.

  3. Olá Ricardo,
    belos trabalhos.
    Sobre pitangueiras, possuo duas enormes em meu quintal, e ficam magníficas quando prestes a frutificar, floridas parece estar cobertas por neve. Irei colher alguns yamadoris das mesmas, para quem sabe, conseguir que elas florescem no estilo bonsai.

    Um grande abraço e sucessos em seus trabalhos.

    • Valeu João, realmente as pitangueiras ficam lindas floridas. Estou com 3 maiores em recuperação, fruto de yamadori. Sucesso pra você em seus yamadoris.

  4. você disse que fez a desfolha do primeiro galho, ou seja, o restante não foi desfolhado… isso não afetaria o galho que foi desfolhado, vez que sua força torna-se menor quando os outros galhos não são desfolhados também.

    aguardo sua resposta.

    • Tadeu, os demais galhos estão estabilizados, assim, eliminando as folhas de determinado galho, a planta vai direcionar a energia para este galho, para as novas brotações/folhas, consequentemente forçando um crescimento mais acelerado do mesmo (engrossamento, ramificação, etc).

  5. Oi Ricardo…
    Também tenho algumas pitangueiras…
    Pergunto? Vi que você aramou com arame encapado preto, como aqui é meio dificil arrumar arame, posso aramar as minhas arvores também assim????
    Estou fazendo um pedido para o Edson em Caxias, mas numa emergência, socorre néh????

    • É claro que os arames de alumínio ou os de cobre desencapados são os ideais mas os cabos de luz também servem. Estéticamente eles ficam HORRÍVEIS mas cumprem a função.
      Uso muito em prés.

  6. olá Ricardo parabéns pelo belos exmplares que possui, foi vendo suas plantas que tive vontade de cultivar bonsai (caliandra 4)!
    ganhei uma pitangueira de um amigo, gostaria de saber qual a época para realizar a desfolha?

    um abraço

  7. Olá Ricardo, acabei de amadrinhar uma pitangueira. Não tenho idéia de como cuidar dela. Por enquanto ela parec uma moita.Rs.

    Vou olhar mais o blog e ver se acho dicas mas, já estou adorando qualquer sugestão.

    Abraços.

    • Cristiane, como falei, é preciso estudar. Ler muito sobre bonsai, técnicas e sobre as particularidades de cada espécie.
      Ter contato com outros bonsaístas também é muito bom. Procure por um grupo na cidade onde você mora.
      Abraços

  8. Olá Ricardo, se assim poderei chamá-lo.
    Tenho 65 anos, moro em uma fazenda no Município de Diamantino, Estado do Mato Grosso e tenho verdadeiro fascinio por bonsai. Aqui no Cerrado existem inumeras plantas e sementes para se fazer bonsai, mas preciso de uma orientação por onde começar (literatura, etc).
    Se tiver alguma recomendação, fico imensamente agradecido.

    Waldomiro.

  9. Olá Ricardo, estive apreciando seu trabalho com esta pitanga, gostei muito, seu movimento natural contribui mt para esta bela pitanga. vc esta de parabens, ela precisa dar um engrossada boa , coloque para mamar no chão… abraços…

  10. Caros amigos,

    Muito prazer falar com todos vocês!

    Comecei a pouco na arte e já me vejo precisando de ajuda urgente:

    Fiz um Yamadori de pitanga há duas semanas. Podei a pivotante e plantei num vaso de plástico para bonsai com substrato 50% terra adubada + 50% húmus de minhoca. Fiz uma poda drástica nos galhos e reduzi o número de folhas. A Pitangueira tem uns 50cm de altura e 30cm de diâmetro de copa.

    Rego com freqüência mantendo a terra sempre úmida, mas as folhas estão murchando e a planta não está parecendo se recuperar.

    Li que não deveria ter posto adubo, mas plantando em areia (de construção). O Yamadori já tem umas duas semanas e meia.

    Devo trocar o substrato ou vou magoar a planta ainda mais? Devo trocar de vaso?

    Me preocupo muito da minha pitangueira morrer, já que é linda e estava bem na natureza.

    Muito obrigado pela ajuda!

    Um abraço a todos,

    Saulo

    • Olá Saulo.
      Realmente não devemos colocar uma planta transplantada em um substrato com adubo. No momento de um transplante, o objetivo é garantir a recuperação da planta, começando pelo restabelecimento do sistema radicular.
      O substrato que você colocou ela é totalmente orgânico e deve estar com a acidez bem alta e muito pouco drenante o que pode acarretar no apodrecimento das raízes já que ele deve estar constantemente encharcado.
      Na tentativa de mantê-la viva, eu a passaria para uma bacia apenas com areia, retiraria todas as folhas, aplicaria hormônio enraizador e a deixaria na sobra. Água apenas quando a parte superior do substrato secar. Semanalmente aplicaria hormônio uma vez.
      Ela poderá demorar bastante para brotar. Depois de brotada, eu a deixaria no mínimo 2 meses na sombra e gradativamente a passaria para pegar um pouco de sol. Adubação, só depois deste período.
      Espero ter ajudado. Boa sorte.
      Abraços

  11. Oi Ricardo!

    Ajudou muito, obrigado pela resposta.

    No momento coloquei-a num substrato de areia de construção e um pouquinho de terra. Comecei hoje a usar o superthrive para enraizar. Acho que agora é esperar a recuperação.

    Um abraço ao amigo e para todos do blog.

    Saulo

  12. Olá! Tenho um pré-bonsai pitangueira comprado no supermercado, em vaso plástico. Tenho a pitangueira a um ano, e ela deve ter alguns meses a mais no vaso, antes de eu comprar. Esta semana resolvi transplantar, pois dizem que o vaso plástico faz mal pra planta, porque a terra aquece muito no verão.
    Aí encontrei esta excelente postagem sua, a pitangueira é bem parecida. A minha está parecida com a sua na terceira foto, e eu transplantei para uma vaso bem bonito, menor um pouco que aqueles vasos plásticos.
    Aí eu queria perguntar: será que o tronco da minha pitangueira vai engrossar como o tronco da sua, mesmo que demore mais?

    • Olá Eduardo.
      Em um vaso como você colocou o engrossamento do tronco será muito, muito lento. Como você pode ver pelas fotos do meu post, dá pra perceber que a minha pitangueira não dobrou de espessura em 4 anos (2007 a 2012). Eu optei em mantê-la no escorredor porque estou projetando um bonsai pequeno. A estrutura de copa sim se desenvolveu mas para o tronco engrossar legal, ela precisaria estar num recipiente bem maior. Então assim, se você quiser manter sua pitangueira como está mas com o tronco mais grosso você vai precisar ter paciência. Abraços

  13. Ahhh, legal. Vou deixar a minha no vaso cerâmico mesmo, mesmo que demore pra engrossar. Outra coisa, eu transplantei a pitangueira e mais uma jaboticabeira e uma figueira, já faz uma semana agora, e elas responderam super bem ao transplante, então resolvi aramar a pitangueira, mas só depois descobri que a época certa pra aramar era fevereiro ou março, não lembro bem.
    Tem problema se eu deixar ela aramada agora e tirar no verão, fazendo justamente o inverso do recomendado? Qual o motivo para a época certa da aramação?
    Muito obrigado pelas dicas e parabéns pelo blog! Tenho um blog também: http://www.aplicativosipad.net

  14. Ricardo, bom dia

    Tenho uma pitangueira e gostaria de iniciar a poda mas estou com duvidas, como posso lhe enviar uma foto dele? minha duvida é ja posso iniciar a poda e a modelagem com arame?

  15. Olá Ricardo,
    Bom dia!

    Tenho um pequeno pé de pitanga de 5 meses(10cm), que plantei de uma semente. A minha pergunta é se já posso começar a poda dela, ou ainda devo aguardar mais algum tempo. Grato
    Tarcisio

    • Tarcisio, sua planta ainda é jovem e você pode aguardar ela crescer mais para começar com as podas.
      Por agora, você pode passar um arame pelo tronco para dar um movimento sinuoso nele. Isso vai garantir que a planta no futuro tem movimento no tronco.
      Atenção apenas para o arame não marcar o tronco.
      Abraços

  16. Olá Ricardo! Obrigado por compartilhar seus conhecimentos!
    Tenho uma muda de pitangueira, e gostaria de uma visão mais experiente para dizer ele esta com uma saúde boa. Como posso analisar se minha planta está saudável?

    Muito grato!

  17. olá ricardo.

    vendo esse teu post, como sou neófito nesses assuntos de bonsai, fiquei com uma dúvida a respeito da desfolha. em uma das fotos tu falas que o 1º galho foi desfolhado no final de março para estimular seu crescimento… bem, here we go, aqui vai a dúvida: o galho que queremos desenvolver é o galho que temos que desfolhar? ou o raciocínio deve ser inverso, mantendo apenas o galho que queremos engrossar com folhas e o resto da planta “pelada”?

    abraço

    • Olá Badino, você está certo, devemos deixar com folhas apenas o galho que queremos que cresça e o restante da planta sem folhas.
      Ali ficou mal descrito, fiz a desfolha para estimular a ramificação e não o crescimento do galho. Muito bem observado. Vou corrigir.
      Obrigado.
      ABraço

      • legal, ricardo. agora entendi.

        vou fazer isso na minha pitanga, também. em tempo: essa técnica serve para qualquer espécie? e tem algum período do ano específico para a desfolha?

        abraço

  18. Oi Ricardo, vou fazer um yamadori de uma pitangueira, mas tenho uma dúvida: devo retirar toda a terra de suas raízes ou não? E qual o melhor substrato para coloca-la?

    • Olá Zeber.
      Eu lavo todas as raízes, deixo de molho em hormônio enrizador e planto em caco de tijolo puro ou areia grossa (pedrisco) puro também.
      Abraço

  19. Ricardo fiz quase a mesma coisa q vc na pitangueira só que eu botei a mesma terra q ela tava ja tem quase um mês e não apareceu nem um brotinho novo o que eu Fasso deixei as folhas todas não ta tão grande quanto essa sua e dei uma e acho q alguns galhos estão secando mas as folhas não murchar. Agradeço pelas informacoes.

    • Olá Paulo.
      O melhor é sempre trocar a terra e, se a espécie aceitar, fazer a desfolha total da planta. Usar um enraizador também vai ajudar. Agora eu retirava as folhas todas, mantinha a umidade do substrato e deixava e ela na sombra mas com bastante luminosidade. Pitangueiras costumam demorar para rebrotar depois de coletadas.
      ABraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s