Azaléia_1

Esta planta foi adiquirida em uma floricultura. Lá fui informado de que ela havia sido retirada de um jardim e que era muito velha. Pelo nebari fica fácil de ver isto.

Acredite: paguei a fortuna de R$ 20,00 por ela!

Bom, vamos ao trabalho feito nela.

Como tinha troncos múltiplos, optei por ficar com apenas 3.

Agosto/2007 – a planta bruta

azaleia_01_151107_1

Demorei para mexer nela pois aguardei a floração:

azaleia-31-abosto-2007-021

Janeiro/2008 – já com apenas 3 troncos

azaleia_140108_forum

Maio/2008 – nebari bem interessante

azaleia-210508-007

Janeiro/2009 – poda geral, seleção e aramação de galhos. A garrafa PET 2 litros é para mostar o tamanho da planta:

azaleia_010109_blog

Março/2009

azalea_070309_1_blog

Poda de manutnção – 26 de abril 2009

azaleia_1_260409-006

Podada:

azaleia_1_260409-007

Desfolha, poda e transplante – novembro de 2009.

Azaleia_novembro_2009-001

Desfolhada e podada:

Azaleia_novembro_2009-005

Reduzindo o torrão e as raízes:

Azaleia_novembro_2009-006

Vista superior da estrutura que ainda precisa engrossar mais os galhos  e ramificar muito:

Azaleia_novembro_2009-007

A planta num vaso de cimento para treinamento das raízes. A tesoura é para passar a idéia do tamanho da peça.

Azaleia_novembro_2009-010

Dezembro_2009 – voltando do transplante com muitas brotações:

Dimensões: nebari 34 cm, altura 42 cm

Frente

Costas – o tronco da direita tem este lado todo morto, por isso a falta de brotações.

Vista superior

Atualizando – 13 de junho de 2010:

Agosto 2011 – início da floração

Antes e depois – 5 anos de trabalho:

Azaleia_antesdepois

 

39 comentários sobre “Azaléia_1

  1. Ricardo,
    Otimo trabalho, muito bom mesmo e num relativo pequeno espaço de tempo.
    Uma dúvida, nota-se que por todo período de desenvolvimento você a manteve em uma bacia grande, o que levaria a imaginar que seria uma mamadeira, mas não há escorredor, etc…
    Qual foi a razão de mantê-la na bacia? Que tipo de substrato ela permeceu neste período até o plantio final?

    Um Abraço e parabéns!

    • Olá Rogério, a bacia foi usada apenas com o objetivo de oferecer espaço para a planta desenvolver raízes no 1º momento e depois para proporcionar o crescimento dos galhos.
      Mamadeira eu uso apenas para engrossamento de tronco e esta azaléia já não precisa disto o tronco tá bem desenvolvido.
      No 1º momento foi colocada em areia pura, destas de obra mesmo.
      No 2º momento já um substrato mais adequado a espécie (caco de telha, terra preta adubada, pedrisco), um solo mais ácido.

  2. olá amigo!! meu nome é Rubens sou de Belo Horizonte,estou iniciando nesta arte apaixonante do bonsai, gostaria de saber algumas dicas de podas, fertilizantes etc. tenho algumas jabuticabeiras,ficus,azaleias de varias cores e outros mas não sei se podo e quando podar, já vi em alguns sites mas não são concretos. gostaria de sua ajuda e dicas sobre livros referentes ao assunto. desde de já agreço e parabenizo pelo seu belissímo trabalho.

  3. Ficou muito top sua azaleia… a respeito da pota para que as folhas cresçam mais destribuidas pelos galhos e não so nas ponteiras… Devo tar podando a ponta do galhos?

    • Obrigado Renan.
      Para ramificar um galho corto a ponta dele, assim as gemas situadas na base dos pecíolos serão estimuladas a brotar e originar os galhos laterais. Isto num galho já formado, mas se o objetivo é formar uma ramificação mais refinada você vai ter que aplicar a técnica do cresce/corta, cresce/corta. Esta técnica consiste em fazer um corte num galho para promover uma brotação mais curta. Aí, depois deste novo broto crescer, corta-se ele e assim sucessivamente.
      Abraços

  4. Caro Ricardo, vi esta senhora azaléia no Papagoiaba, mas devido ao seu convite estou visitando seu blog, onde tive oportunidade de ver passo a passo do seu trabalho. Como um agradecimento a dedicação do mestre a AZALEIA mostrou radiantemente em sua beleza plena. Parabéns pela escultura viva, belissima.

  5. Meus Deus…. vc é demais Ricardo…. vou ter que comprar Azaleias, não sabia que eram tão perfeitas pra bonsais…. valeu pelas lindas fotos e belo trabalho…

    • Villas, azaléias são excelentes para formar bonsai.
      Está já não me pertence mais, foi vendida.
      Tenho algumas pequenas mas estou a cata de novo material de porte.
      ABraços

  6. Pingback: O potencial destas Azaleias | Yamadori RS

  7. Olá Ricardo. ..
    Acabei de adquirir uma azaleia que me parece igual à essa. É muito velha pela grossura do tronco e foi retirada de um jardim. Está com o torrão de terra há uns 30 dias debaixo de uma árvore pegando pouco sol direto. O que vc poderia me sugerir? Mantenho no torrão ou coloco na areia pura? Se eu coloca la ao sol vai sentir? posso podá la ou mantenho com os galhos?
    Obrigado. ..

  8. Helio, já que está há 1 mês assim, melhor é desbastar um pouco o torrão nas bordas e colocar ela numa bacia só com areia. A mantenha na meia sombra, se colocar no sol ela vai sentir e poderá perder a planta com o calor que anda fazendo.Sobre cortar os galhos dela, o melhor seria fazer agora já eliminando o que é excedente. Não mexa nela pelo menos por 1 ano. Abraço

  9. Olá Ricardo…
    Fico agradecido pela ajuda. Vou pedir mais algumas informações se não for demais. .. onde devo cortar os galhos já que não tenho muita idéia do local exato. .. Já deve ser no local exato para a formação do bonsai ou não?
    Com relação ao torrão, vou diminui-lo mantendo a terra e completar com areia é isso? Não devo lavar o torrão e retirar toda a terra não né?
    Feito isso vou apenas molhar ou devo adicionar algum tipo de nutrientes?
    Obrigado. ..

    • Vamos lá, Hélio:
      1 – os locais de corte dependerão do projeto para a planta. Caso você não tenha ideia, sugiro reduzir os troncos a partir da escolha de um ápice e os demais galhos na altura que a copa da árvore fique triangular. Depois dela se recuperar você poderá definir o estilo e aí sim começar a dar forma.
      2 – Não precisa ser o local definitivo. O local agora é apenas para a planta se recuperar.
      3 – Se você mora em um local que esteja fazendo muito calor, só desbaste as bordas e complete com areia grossa pura.
      4 – Pelo menos por 60 dias apenas mantenha a rega, nutrientes apenas depois e com a planta brotando. Comece com uma adubação leve.
      Você tem facebook? Se sim, me passe o nome que você usa para ver suas fotos da azaleia.
      ABraço

  10. Ricardo, desculpe me pelas perguntas… Fiquei sabendo que bonsaista experiente não gosta de perguntas consideradas tolas. Sem problemas, fiz um curso básico e comecei a aprender algumas coisas, mas tenho muito chão para caminhar.. quem sabe um dia estaremos trocando experiencias…
    Agradeço pela orientação inicial…

    • Boa noite Hélio, desculpe não ter te respondido os outros questionamentos. Em 1º lugar não sou tão experiente assim até mesmo estou fazendo a Escola Nakayoshi, seremos sempre aprendizes, OK? Suas perguntas não foram tolas, eu também tive várias dúvidas como as suas e ainda tenho outras, kkkkk.
      Vou responder imediatamente! Não me queira mal.
      ABraço

  11. Obrigado pelas informações Ricardo,
    tenho conversado e buscado informações mas no início é sempre difícil, e dúvida é o que não falta. KKKKK. A gente fica perdido… E nada é uma regra no mundo do bonsai não é mesmo? Uns fazem de uma forma, outros de outra, o que acho é que de certa forma todos tem resultados, talvez tenham diferenças no tempo para se alcançar os resultados..
    Eu enviei a solicitação de amizade no facebook para vc (Ricardo Paiva). Dê uma olhada. Tenho duas fotos da azaléia. Gostaria de sua opinião.
    Com relação ao substrato para azaléia você usa a turfa e casca de pinus? Caso positivo são as mesmas que se compra nos gardens?
    Até mais, obrigado pela atenção..

    • Nem me fala, tenho dúvidas até hoje, kkkk.
      Já aceite sua solicitação no face. Vamos nos falar bastante por lá e já postei sobre as azaleias.
      A azaleia gosta de substrato ácido, uso caco de telha e turfa (de garden mesmo) já que kanuma aqui no Brasil é caro pra caramba.
      Até comprei um pouco de kanua para colocar em pequenas azaleias que estou cultivando.
      ABraço

  12. Oi Ricardo, tenho uma azaleia que foi retirada de um jardim. Isso foi em outubro de 2013 e ela permanece numa bacia com areia grossa desde então. A planta possui o tronco duplo e o problema é que apenas um deles rebrotou. Pelo tempo transcorrido, creio que o outro não brota mais. Imagino que eu deva retirá- lo e seguir trabalhando com o tronco vivo, mas não sei como fazer para que não fique uma cicatriz horrorosa, pois ele é grande (aproximadamente, da espessura de uma garrafa de 500 ml). Você teria alguma sugestão? Se fosse possível, sem abusar demais da sua boa vontade, gostaria de te mostrar uma foto da planta, para que você opine livremente. Seria muito, muito, muito bem-vindo! Obrigada.

  13. Olá Ricardo, achei seu trabalho fantástico!
    Essa semana resgatei uma azaleia que seria jogada fora, com o nebari ainda mais largo que essa sua e com mais galhos. Vou ter que eliminar vários galhos para definir a estrutura de alguns troncos, assim como você fez. Minha preocupação é, como são galhos muito grossos, de deixar marcas de cicatrização que fiquem muito aparentes. Na sua foto de janeiro/2008, foi quando você fez essa poda, e não notei muitas cicatrizes grandes, que ferramenta você utilizou? Foi alicate esférico somente ou alguma outra técnica?
    Grato.

    • Olá Thiago, como a azaleia é de casca fina, você não deve aprofundar muito o corte. Eu usei alicate lateral e dei o acabamento com o côncavo. Claro que uma boa pasta cicatrizante é importante.
      ABraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s