Ligustro 2

Esta planta foi adquirida na Ideal Bonsai, de Novo Hamburgo. É um pré-bonsai de ligustro produzido pela Bonsai do Campo (Carlos Tramujas).

Domingo, dia 29 de agosto, resolvi estilizar ela. Um moyogi clássico.

Ficou um pouco pescoçuda mas gostei do resultado.

Planta como comprada:

Desfolhada e feita uma limpeza dos galhos desnecessários para a formação da estrutura:

Planta finalizada e aramada. Agora é procurar um bom vaso.

7 de setembro de 2010

28 de setembro de 2010

O ligustro parece ter gostado muito da mudança de casa, vejam a brotação como está apenas 3 semanas depois do transplante que teve uma redução severa na quantidade d

e raízes.

No final do verão de 2012 resolvi fazer um alporque para corrigir o defeito do nebari e já reduzir a altura da planta.  Em vermelho indicado onde foi feito o alporque.

Setembro 2012 – Retirei o alporque só depois do inverno para não correr perigo de perder a planta.

Retirando o pote e … estava repleto de raízes.

Observei que o nebari antigo se dividia em várias raízes grossas. Decisão correta de fazer o alporque.

A planta foi colocada em uma bacia para desenvolver o novo nebari.

A base foi dividida em 4 boas raízes que foram preparadas e plantadas para futuros mamês.

Vai ficar na bacia por 2 anos para engrossar o novo nebari:

Atualizando – março 2014

DSCN2284_FB

Evolução de 2010 à 2014:

evolucao_FB

6 comentários sobre “Ligustro 2

  1. Ricardo, beleza de ligustro esse. Um ótimo movimento de tronco e vc aproveitou bem os galhos para desenhar o moyogi.

    Reparando na base do tronco, a pedra parece encobrir um pequeno problema, que a meu ver pode ser corrigido via enxerto. Faça mudas de galhos da própria planta, se não tiver mudas novas da espécie, e melhore a situação através de enxertia por encosto, como fez no acer palmatum.

    • Nicky, realmente ali tem um defeito. A pedra segura esfagno que está estimulando as muitas raizes finas que tem ali. Elas já dobraram de espessura mas neste vasinho que coloquei, vai demorar muito tempo. Esou pensando em passa-lo para um recipiente maior para acelerar o desenvolvimento.
      Quanto as estacas, alguma dica em especial?
      Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s