Resedá Grande -Yamadori

Esta planta foi retirada de uma área de ampliação de uma avenida ano passado.
Infelizmente não tenho foto dela no momento da coleta. Ela tinha 3 m de altura e foi reduzida para 50 cm.
Ela foi colocada nesta bacia com areia pura. Agora recuperada, preciso decidir como conduzi-la.

Foto dela no inverno:

Agora já sem nenhuma folha para ajudar na definição do estilo e estrutura:

reseda_julho_2009-001

reseda_julho_2009-002

reseda_julho_2009-003

reseda_julho_2009-004

Detalhe da base:

reseda_julho_2009-005

Fiz 2 projeções modificando a inclinação da planta:

Projeto 1

reseda_julho_2009_projeto_1

Projeto 2

reseda_julho_2009_projeto_2

Atualizando – agosto de 2010:

Estilizando para um novo projeto de 2 copas – uma no ápice e outra a direita. Sugestão das bonsaístas Eloá e Icléa, ambas da Bonsai Sul;

Detalhe nebari:

Finalização. Ainda tem um longo caminho pela frente.

28 de setembro de 2010

A brotação foi forte e já fiz a 1ª poda para estimular a ramificação secundária.

Atualizando – março de 2011

Poda de formatação:

Fevereiro de 2015
Atualizando este trabalho:

DSCN2895_WEB DSCN2896_WEB DSCN2913_WEB

 

Anúncios

12 comentários sobre “Resedá Grande -Yamadori

    • Marcelo, ela contém adubo orgânico dentro, farinha de osso e torta de mamona para que durante a rega ela vá liberando os nutrientes.
      Mas agora não uso mais assim, tenho aplicado diretamente sobre o substrato ou mesmo enterrado nas bordas do vaso.

  1. Olá, estou iniciando nesta arte maravilhosa do bonsai e encontrei muitas informações e imagens que da um incentivo e tanto, mas gostaria de saber sobre a brotação. O que vc quis dizer com “A brotação foi forte e já fiz a 1ª poda para estimular a ramificação secundária”?
    Seria um desfoliar?
    obrigado

    • Olá Antônio.
      Não seria desfolha não, me refiro a poda mesmo, cortando os brotos/galhos, deixando no caso do resedá de 1 a 2 pares de folhas. Desfolha é apenas a retirada das folhas sem necessariamente podar os galhos.
      Feito esta poda que me refiro, as gemas que se encontram na base dos pecíolos das folhas que ficaram serão estimuladas ao crescimento e ali, surgiram novos galhos, ramificando assim o galho e dando origem a ramificação secundária.
      Qualquer dúvida estou a disposição.
      Abraços
      Ricardo

    • Olá Mauro.
      O estilo mais comum é o moyogi e o hokidashi, mas já vi literati e até um shokkan muito lindo.
      É uma planta bem versátil.
      Abraços

  2. Caro Ricarod , prazer enorme conhece-lo , estou aqui para tirar uma duvida a respeito do resedá , por acaso ele pega por estaquia, como seria feito e qual a epoca apropriada, grato. Marcus.

  3. Muito bacana essa Extremosa, um dos materiais que mais temos a disposição e fácil de cultivar.
    Tenho algumas que coletei de um terreno esse ano, uma tem o mesmo formato de tronco da sua porem um pouco mais baixa, agora já tenho uma referencia de estilização.
    adoro suas cores outonais.
    Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s